Autoridades australianas e malaias estão mobilizadas para recuperar e analisar destroços de uma aeronave encontrado em um banco de areia na costa Leste de Monçambique, na Africa, para determinar se tal componente pode ter vindo do Boeing 777 da Malaysia Airlines, que fazia o voo MH370 quando desapareceu dos radares.

Source: ATSB, image by Blaine Gibson

Source: ATSB, image by Blaine Gibson

O componente com cerca de um metro de comprimento pode fornecer mais indícios sobre o mistério do voo da Malaysia Airlines, que desapareceu há dois anos. “A partir das imagens iniciais, há grande probabilidade de os destroço vir a ser de um avião Boeing 777”, informou o ministro dos Transportes da Malásia Liow Tiong Lai.

Source: ATSB, image by Blaine Gibson

Source: ATSB, image by Blaine Gibson

O voo MH370 transportava 239 passageiros e tripulantes quando desapareceu em 08 de março de 2014 durante um voo noturno de Kuala Lumpur para Pequim. O ministro dos Transportes da Austrália, Darren Chester disse o a peça encontrada em Moçambique será transferida para Austrália e deverá ser examinada por especialistas da Australian Transport Safety Bureau (ATSB) e da Boeing.

As autoridades de aviação Moçambique exibiram o fragmento recuperado nesta quinta-feira, dia 3 de março de 2016, na capital Maputo e informaram que já estavam em contato a as autoridas Malásia e da Austrália para acertar o envio da peça para análise.

(10)