Agência de aviação da ONU anunciou que o rastreamento em tempo real de aviões será introduzido para evitar que casos como o desaparecimento do Malaysia Airlines, voo MH370, que ocorreu há dois anos não fiquem sem solução. A aeronave desapareceu em 08 de março de 2014, quando fazia voava na rota de Kuala Lumpur para Pequim lvando 239 passageiros e tripulantes a bordo.

MH370_air_routes_map

Marcando a data do desaparecimento da aeronave, o Conselho da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO), reunido em em Montreal – Canadá adotou novas medidas para exigir a instalação de dispositivos de rastreamento que podem transmitir informações sobre a localização da aeronave a cada minuto quando em uma situação de emergência, fornecendo efetivamente atualizações da localização em tempo real.

Laurent ERRERA - CreativeCommons

Laurent ERRERA – CreativeCommons

Outras novas medidas, também em razão do mistério sobre o MH370, incluem o prolongamento da duração das gravações de voz da cabine para 25 horas. As novas exigências “irão contribuir grandemente para que desaparecimentos semelhantes jamais se repitam”, disse Olumuyiwa Benard Aliu, presidente do Conselho da ICAO. Previsão para adoção desta novas medidas entrarão em vigor em 2021 para que exista tempo hábil de adaptação da indústria da avião às novas regras.

(14)